O compasso pascal está de regresso, mas com indicações para mitigar a pandemia

O Secretariado-Geral da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) divulgou hoje novas orientações para a Visita Pascal, o tradicional “Compasso”, alertando para os cuidados necessários no atual contexto de pandemia, que “infelizmente, ainda permanece”.

“O guia do grupo dirigirá uma breve oração com a família reunida, terminada a qual os membros desta são convidados a venerar a Cruz com uma vénia ou outro gesto que não implique contacto físico”, indica o texto, desaconselhando, portanto, o habitual beijo ao crucifixo, no contexto do anúncio da ressurreição de Jesus.

O organismo da CEP aponta ao uso de máscara pelos membros do grupo paroquial designado para o anúncio pascal, dentro das casas e na via pública, se houver ajuntamentos.

Quanto às famílias, pede-se que não partilhem alimentos com os membros do grupo dos mensageiros da Páscoa, ainda que tenham a mesa posta.

“A partilha de alimentos deve restringir-se aos membros da família e, por isso, só se fará após a partida dos visitadores; de facto, o comer em conjunto implica retirar a máscara aumentando, assim, o risco de eventuais contágios”, precisam as orientações, enviadas à Agência ECCLESIA.

O texto pede ainda que se proceda à higienização das mãos “sempre que haja contacto físico com pessoas ou coisas”.

VENHA CONHECER SOUTELO!

Santuário do Alívio

Fonte S.Miguel

Praia do Mirante

Cruzeiro dos Evangelistas