Estado de Emergência. Feira do Alívio encerra às 13h nos próximos dois domingos

A Feira do Alívio, em Soutelo, vai encerrar às 13 horas nos próximos dois domingos. Esta medida surge na sequência do Estado de Emergência em vigor, que proíbe as deslocações a partir desse período em concelhos com risco elevado de transmissão da COVID-19, nos quais Vila Verde se inclui.

Neste sentido, após conversar e ouvir a opinião de todos os comerciantes, foi decidido por unanimidade que a feira funcionará apenas da parte da manhã nos próximos dois domingos (15 e 22 de novembro), respeitando o decreto governamental que visa diminuir o risco de contágio e a propagação da pandemia.

Recordamos que o Estado de Emergência, em vigor até 22 de novembro, dita restrições à circulação na via pública nos concelhos de risco. O recolher obrigatório vigora dias úteis, entre as 23h e as 5h, e nos próximos dois fins-de-semana, a partir das 13h e até as 8h do dia seguinte, com as seguintes exceções:

-    Deslocações para o trabalho, sendo necessária uma declaração da entidade empregadora

-    Deslocações por motivos de saúde (a estabelecimentos de saúde ou farmácias)

-    Deslocações para cumprimento de responsabilidades parentais

-    Deslocações para passeios higiénicos na proximidade da habitação ou passeio de animais

-    Deslocações para assistência a pessoas vulneráveis, pessoas com deficiência, filhos, progenitores, idosos ou dependentes

-    Deslocações a mercearias, supermercados ou outros estabelecimentos de venda de produtos alimentares e de higiene, para pessoas e animais

-    Deslocações para urgências veterinárias

-    Deslocações necessárias ao exercício da liberdade de imprensa

-    Deslocações em situações de emergência ou por motivos de força maior

-    Regresso a casa proveniente das deslocações permitidas

O atual Estado de Emergência prevê, ainda, outras medidas de combate à pandemia, das quais se destacam a possibilidade de se realizarem medições de temperatura corporal (no acesso a locais de trabalho, estabelecimentos de ensino, meios de transporte, espaços comerciais, culturais ou desportivos) ou testes de diagnóstico à COVID-19 (em estabelecimentos de saúde, ensino, na saída e entrada no território nacional, entre outros que a DGS determine).

Podem, também, ser requisitados recursos, meios e estabelecimentos de saúde dos setores privados e sociais, bem como a mobilização de recursos humanos para reforço da capacidade de rastreamento. Para mais informações, pode consultar o site do Governo https://bit.ly/3eE2BLX.

Proteja-se. Por si, pelos seus, por todos nós!

VENHA CONHECER SOUTELO!

Santuário do Alívio

Fonte S.Miguel

Praia do Mirante

Cruzeiro dos Evangelistas